Ministério Público vai apurar aumento de salário dos vereadores de Guarabira

O Ministério Público de Guarabira instaurou um procedimento preparatório para apurar o aumento de salário dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários.

A promotoria considera que o aumento dos salários afronta “os princípios administrativos de moralidade e de eficiência, especialmente quando o Município e sua população demandam prioritários e efetivos investimentos em assistência social, educação e saúde”.

No procedimento do Ministério Público, a promotora Andréa Bezerra determina a citação da Câmara Municipal de Guarabira para que envie toda a documentação referente aos projetos votados.

O MP ainda não descarta a adoção de medidas judiciais contra a Câmara Municipal de Guarabira, que ignorou a “alarmante crise humanitária e financeira originada pela pandemia”.

Na última sexta (13), os vereadores, ignorando os apelos da sociedade e emergência sanitária causada pelo coronavírus, aumentaram seus próprios salários e dos representantes do poder executivo, em até 61%.

Com isso, caso as leis sejam promulgadas pelo prefeito em exercício Marcus Diogo (PSDB), os salários passarão a ser:

Prefeito: de R$ 18.000,00 para R$ 25.000,00;
Vice-Prefeito: de R$ 9.000,00 para R$ 12.500,00;
Vereadores: de R$ 7.500,00 para R$ 10.000,00;
Presidente da Câmara Municipal: de R$ 13.505,00 para R$ 16.500,00;
Secretários Municipais: de R$ 4.638,00 para R$ 7.500,00.

Compartilhe

Leave a Comment

error: Este conteúdo está protegido!